quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

“Os dias pequenos” de Anabela Borges

Este livro fala sobre a aventura de crescer. Percorremos as suas páginas e as vozes da infância acordam-nos para um tempo só nosso, intenso. Num jardim, debaixo de uma figueira, os dias da nossa infância surgem e ser livre e crescer é uma aventura maravilhosa, clara e cristalina.
Qual o sabor dos livros? Abrir um livro é percorrer e viajar num tempo só nosso e crescer… A palavra liberta! E os dias sucedem-se num tempo mágico, o da infância, em que tudo é leve e belo e corre...
Ser gente, na fase mais pura da nossa vida, é complexo, mas não dói!
Ler este livro é viajar para um tempo em que os dias se sucedem, pequenos, intensos. Ler este livro é sentir de novo o sabor puro da infância e conquistar a liberdade!
Prof. Manuela Matos, “Encontro com Escritores”- dia 28 de janeiro de 2020

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Dia da Internet Segura

O Dia da Internet Segura é uma iniciativa anual com o objetivo de consciencializar os utilizadores sobre os cuidados que devem ter ao navegar na Internet.
Na minha opinião, trata-se de uma iniciativa muito interessante, no entanto creio que não é num dia que se irá alertar a comunidade sobre os problemas do uso da Internet. Para mudar comportamentos deveriam ser tomadas medidas que permitissem, de modo mais continuado, informar e sensibilizar os diversos utilizadores dos perigos que a Internet provoca.
A Internet, para mim, continua muito longe de ser segura. Há constantes ataques à privacidade dos seus utilizadores, bem como inúmeros furtos e publicidades enganosas. Mas os perigos dependem muito do tipo de pessoas que a utiliza: uma criança terá uma maior probabilidade de ser apanhada em redes pouco confiáveis, enquanto um adulto que faz regularmente compras online terá maior hipótese de ser furtado. Por isso, as medidas que possamos vir a implementar para evitar estes perigos devem ser preparadas de acordo com estes públicos diferentes.
Em suma, é preciso ter cuidados redobrados, assim como mais iniciativas de sensibilização e de informação, nas escolas, nas juntas de freguesia, para evitar os riscos associados ao uso da Internet.
Pedro Silva - 9ºA

sábado, 4 de janeiro de 2020

Carta de um candeeiro à Lua

Vila Caiz, 28 de novembro de 2019
Olá, Lua!
Queria dizer-te o que eu sinto e sempre senti, mas também vou explicar-te a minha história.
Eu já era um candeeiro antigo, mas tinha muita história nessa rua linda. Eu iluminava a minha parte, sempre que me acendiam, mas eles agora querem tirar-me do meu cargo de iluminar a rua e substituir-me por um candeeiro novo, mais moderno.
Agora vou contar-te o que eu sinto. Eu sinto um grande amor por ti. Eu fico toda a noite a admirar-te. És muito linda, muito brilhante, e nós temos a mesma função de iluminar, mas a câmara municipal quer tirar-me essa função e levar-me para a sucata, mas está aqui a carta para explicar tudo.
Tchau, beijinhos e um abraço.
candeeiro
Marcelo Ferraz - 6ºE

Vila Caiz, 28 de novembro de 2019
Minha querida lua,
Escrevo-te esta carta para te demonstrar todo o amor que sinto por ti.
Lua, minha querida, eu não mereço perder-te. Tu sabes que te amo mais do que tudo no mundo. És a minha paixão, és a minha vida. Eu amo-te como nunca amei ninguém.
Meu amor, estou aqui a declarar-me para que tu nunca te esqueças de mim. Pois eu só tenho olhos para ti, nem sequer olho para aquelas lindas meninas que passam por mim. Eu amo-te a ti e a mais ninguém.
Se tu gostas de mim como eu gosto de ti, dá-me um sinal. Podes visitar-me na sucata ou até podes ir para lá viver lá comigo num canto, só nós dois.
Fico por aqui nesta carta a ti.
Agora, sim, despeço-me com as minhas mais calorosas palavras. 
Um grande beijinho e até um dia.
candeeiro
Iva Teixeira - 6ºE

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

O Natal está a chegar...


O Natal está prestes a chegar,

As famílias as árvores vão montar,

No supermercado chocolates vai haver

E as crianças logo os vão querer.



Na secção de brinquedos,

Os preços vão aumentar,

Os meninos vão desejar ter

E os pais prestes a enlouquecer.



Brilhando, o Natal chegou,

Toda a gente bem se comportou,

Espero que um feliz Natal possam ter

E muita paz e alegria viver!

 

Leonor Teixeira - 7ºA

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

A turma do 8ºB apresenta Sophia!



Hoje, Vila Caiz também esteve com Sophia!

O Departamento de Línguas e o Departamento de Expressões dinamizaram a comemoração do centenário da escritora. 
O palco da BE/CRE encheu-se de vida com a dramatização da obra de Sophia " O Cavaleiro da Dinamarca". Uns passos de ballet clássico iniciaram a sua apresentação. Os alunos deram vida e voz às personagens do livro. Um retrato da escritora e marcadores com frases das suas obras  enfeitaram o placard; um cubo mágico suspenso ilustrava alguns dos contos fantásticos da escritora e convidava-nos a entrar nesse mundo; um painel com o rosto belíssimo de Sophia, onde podíamos escrever e dar asas à nossa criatividade tendo como fonte de inspiração as obras que fazem as delícias dos alunos,foi pano de fundo da escrita, da leitura, do mundo  dos livros.
Ler Sophia é mergulhar num mundo maravilhoso e atingir novos horizontes...Mais uma vez fomos todos convidados a viajar pelas palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen.
Escola Básica de Vila Caiz, 06 de novembro de 2019
Prof. Manuela Matos


Sophia na EB de Vila Caiz